Progresso e Comprometimento

Olá! Tudo bem? Neste artigo: Progresso e Comprometimento, eu vou falar sobre como sua percepção de progresso afeta seu comprometimento. Você vai perceber que progresso é melhor do que perfeição e descobrir porque caso você espere a condição perfeita para começar, nunca vai progredir…

 Fischbach & Dhar (2013) investigaram como a percepção do progresso e a percepção de comprometimento são concorrentes no processo decisório do consumidor. Um dos experimentos foi com mulheres que fazem dietas e o resultado é que, quanto mais a pessoa acha que está avançando para a meta de peso estabelecida, maior é a chance de ela adotar comportamentos inconsistentes, como, por exemplo, comer uma barra de chocolate. Sua memória está funcionando e você está percebendo que você já teve um comportamento semelhante antes?

Progresso e ComprometimentoEste resultado vale tanto para dieta quanto para outras áreas da vida. Perceba a contradição do comportamento humano: quanto mais próximo você acha (condição perceptiva) que está perto de alcançar seu objetivo, mais rápido você faz análises e julgamentos internos e … relaxa. Fazendo isso, você se dá um salvo conduto, uma licença, uma recompensa por algo que ainda não conquistou. Qual é a solução para isso? Primeiro é atenção ao comportamento desviante. Afinal, consciência é remédio. Em segundo lugar: aumente seu grau de comprometimento.

Anthony Robbins tem um treinamento chamado Shape Your Destiny, algo como “Molde o seu destino”, onde ele trata das seis necessidades humanas e um extenso exercício de definição e hierarquização de valores, dos quais você se aproxima e, principalmente, dos quais você se afasta. Nele, também exercitamos encantamentos e escolhemos nossas “perguntas primárias”, aquelas que fazemos para nós mesmos antes de qualquer ação, dando uma direção objetiva para a nossa mente de qual objetivo vamos perseguir. Na prática, é um extenso exercício de comprometimento. Em alguns cursos de formação de coaching se ensina a levantar os valores das pessoas e, confesso, achava um desperdício de tempo. Só depois que passei pelo treinamento modelado por Tony Robbins entendi a magnitude da relevância dos valores. Muitas vezes consome mais do que uma sessão, mas vale totalmente à pena.

Progresso e ComprometimentoAinda no mundo acadêmico da pesquisa sobre comportamento do consumidor, Bolton, Cohen & Bloom (2006) descobriram mais uma discrepância entre como o ser humano pensa e age. Em estudos com remédios, por exemplo, eles perceberam que as pessoas, apesar de considerarem perigosa e reconhecerem todos os riscos de uma vida obesa, elas mantém os hábitos gordos porque sabem que existem remédios para emagrecer. Este resultado também foi encontrado para AIDS: quanto mais são descobertos remédios para a doença, menos as pessoas agem de forma preventiva. É a racionalidade da distorção do tempo: se há uma “cura” no futuro, por quê me privar de algo no presente?

Quão comprometido você está em mudar? Comece agora, perceba seus avanços e progrida até seu objetivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *