Presença X Efeito Holofote

Presença é uma capacidade de focar sua atenção no momento presente, onde sua função executiva mental está orientada para a tarefa em que você está executando naquele exato momento. Ou seja, enquanto você faz alguma coisa, sua mente está orientada para aquilo e não distraída pensando no que já passou ou no que está por vir.

p13E desenvolver sua presença te livra de males como ansiedade e depressão, afinal, ansiedade é excesso de futuro e depressão é excesso de passado… Na prática, a forma como você controla seu estado mental determina seu estado emocional.

Os estados mentais e emocionais determinam como enxergamos e distinguimos ameaças de oportunidades, riscos de desafios. Quando não temos acesso aos recursos necessários para lidar com ameaça, a ansiedade dispara. A falta de poder é quando não acessamos nossos recursos mentais quando mais precisamos deles (interferência no córtex pré-frontal), que permite o alinhamento de ações e pensamentos com os objetivos internos e sentimentos.

É como se nossas funções executivas fossem desligadas, aquelas responsáveis por acessar ferramentas cognitivas como flexibilidade de tarefas, controle de atenção e outras tarefas importantes na hora de lidar com situações desafiantes.

imagesUma barreira para esse estado mental é o ego, que está focado em “você”. Este comportamento egoísta atrapalha sua presença e sua performance devido ao “efeito holofote” – quando você acha que as pessoas prestam mais atenção em você do que elas realmente prestam. Um experimento revelou que a atenção das pessoas é mais difusa do que se pensa.

Foram utilizados alunos aleatórios que usaram camisas extravagantes. Quando perguntados sobre quantos da classe (de psicologia) prestaram atenção na camisa extravagante deles, a estimativa era de 50%. Quando perguntaram para os alunos da classe se prestaram atenção nas camisas extravagantes, apenas 10% repararam na vestimenta. Este exagero do “efeito holofote” não é porque somos egocêntricos e narcisistas (no sentido pejorativo do termo), mas porque enxergamos o mundo sob a nossa perspectiva.

Aí está o problema: temos a tendência de achar que os outros fazem o mesmo e enxergam a realidade pela NOSSA perspectiva, mas cada um tem uma perspectiva própria. Por isso é importante tirar “você” da análise. Preste atenção no que os outros estão pensando, não no que os outros estão pensando de você.

Este resultado já seria preocupante, só que a falta de presença gera uma falta de poder pessoal. Quando ficamos ruminando sobre um acontecimento passado ou ficamos preocupados com algum evento que ainda não aconteceu, não estamos refletindo sobre o evento real, mas sobre uma falsa memória de interação.

ansiedadeUma ansiedade auto focada em si mesmo torna praticamente impossível estar presente porque as funções executivas do cérebro estão ocupadas com filtros mentais cognitivos de “o que eles pensam de mim”. Perceba como essa preocupação e ansiedade tiram nosso poder pessoal.

E se poder pessoal é focar nos seus recursos internos, se preocupar com que os outros pensam sobre você é entregar poder de intenção e significado a eles, enfraquecendo você. Você não controla o que os outros pensam, logo, não desperdice energia focando em algo que está fora do seu controle. Foque em algo sob o seu domínio: seu presente, sua mente, seus resultados.

PS: Quer saber mais sobre como fortalecer seu poder pessoal? Me mande um email para que eu te encaminhe informações sobre meu programa Personal Soft Power.Personal Soft Power

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *